1DSC 0062 reduz2DSC 0082 reduz3 DSC 0095 reduz4DSC 0109 reduz5DSC 0121 reduzA campanha institucional “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?” encerrou suas atividades em 2018, nesta terça-feira, 4, nas dependências da Unidade de Ensino Básico Padre Newton Pereira, no bairro do Cohatrac, em São Luís.

A promotora de justiça Cristiane Maia Lago, titular da 11ª Promotoria de Justiça de Substituição Plena de São Luís e idealizadora do projeto, proferiu palestra para os alunos e professores da escola, abordando os malefícios e consequências do uso de substâncias entorpecentes.

Ela destacou a diferença entre as drogas depressoras, estimulantes, alucinógenas e seus efeitos na vida dos usuários. Também foram abordadas as consequências físicas e psicológicas do uso de drogas lícitas, como o cigarro e o álcool. “Não apenas as drogas proibidas têm efeitos extremamente negativos, mas também as que têm o uso permitido. O aparecimento de câncer, cirrose, comprometimento do raciocínio são associados ao consumo do álcool e do cigarro”, enfatizou.

Cristiane Lago alertou os estudantes a evitarem o consumo do cigarro. “Os males são comprovados cientificamente, pois cada unidade possui mais de 4.700 substâncias tóxicas, sendo 60 cancerígenas”.

As atividades da campanha são desenvolvidas, desde 2013, em escolas públicas das redes municipal e estadual de ensino, em municípios do Maranhão. O objetivo é estimular o debate no ambiente escolar e prevenir o uso de substâncias entorpecentes por crianças e adolescentes.

A superintendente de Educação Básica da Secretaria de Estado da Educação, Eliziane Oliveira, pediu aos alunos que foquem suas vidas no estudo e aproveitem o período escolar para adquirir conhecimento para suas vidas. “Sejam conscientes das suas escolhas e das consequências para seu desenvolvimento pessoal”.

Presente ao evento, o titular da Promotoria de Justiça Comunitária Itinerante, Vicente de Paulo Silva Martins, explicou que a palestra sobre prevenção às drogas é resultado de vários pedidos feitos pelos moradores do Cohatrac nos atendimentos realizados na unidade móvel. A equipe do Ministério Público iniciou o atendimento na comunidade no dia 5 de novembro.

A UEB Padre Newton Pereira recebeu palestras sobre violência contra a mulher e Lei Maria da Penha, com a promotora de justiça de Defesa da Mulher, Selma Martins; e também sobre racismo, com pesquisadores indicados pelo promotor de justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos, Cássius Chai.

Também foram realizadas palestras sobre direitos dos idosos, com o promotor de justiça de Defesa do Idoso, José Augusto Cutrim; e responsabilidade dos pais na educação dos filhos, com o promotor de justiça Vicente Martins.

Ao final do evento, com base no tema da campanha, alunos do 8º e 9º ano do ensino fundamental foram premiados como vencedores dos concursos de desenho e poesia. Eles receberam livros.

Redação e fotos: Johelton Gomes (CCOM MPMA)

Página Principal

Conteúdo

Notícias

Voltar ao topo

2018 - 30 anos da Constituição Cidadã: o Ministério Público na construção da democracia

Ministério Público do Estado do Maranhão © 2011 - É proibida a reprodução, alteração, distribuição e republicação de material contidos neste Portal, sem prévia autorização.